Como melhorar a estratégia digital do site do seu restaurante

SEO, optimização de sites

Optimização de sites é hoje a maneira mais eficiente de chegar ao usuário, entenda o que este processo pode trazer de benefícios para o seu negócio

 

Hoje em dia tudo que se diz sobre setor de restauração, não diz sobre a marca digital que estes estabelecimentos deixam. Alguns ainda arriscam ter sites mas na maioria das vezes, muito lentos e pouco atrativos e atualizados. Em uma cidade com grande crescimento como Lisboa, o que mais temos são pessoas novas a chegar e sair da cidade e desta forma é importante desenvolver técnicas de  optimização do site da nossa marca para que não passemos despercebidos entre tantos outros concorrentes.

O consumidor 2.0 faz tudo através da internet, logo procura guias sobre a cidade, lugares a não se perder, melhores restaurantes e assim vai.

Hoje a sua marca precisa estar online, daí a importância de ter um site optimizado, para deixar esta pegada digital, para que além de ser frequentado por estas pessoas, também seja recomendado a outras que visitam a cidade,  em sites como TripAdvisor e Zomato.

São muitas as técnicas para optimização de sites, mas a melhor e mais conhecida sem dúvida é através do SEO.  O page rank é onde as páginas que são mais visitadas e com conteúdos relevantes para o usuário aparecem nos primeiros lugares na lista do Google. Desta forma, elevar o conteúdo do seu site deve ser optimizado e divulgado o link através do link building, o que pode ser uma chave para o sucesso do seu negócio.

Imagina que o usuário pesquise sobre um guia sobre Lisboa, e você apareça como sugestão de um restaurante a não se perder ao passear pela cidade, exceto se você pratica preços fora do serviço do qual oferece, dificilmente não receberá mais visitas qualificadas de pessoas que procuraram através da net um guia e de repente cairam no seu website e marcaram uma reserva. Você precisa ser transparente, passar segurança e ter website com conteúdo qualificado que convide as pessoas a conhecer e frequentar o seu espaço, o restante o google faz pra você.

Curso Marketing Digital

Com professores que são eles próprios profissionais da área, esta é uma formação que privilegia uma aprendizagem prática e muito vocacionada para o mercado de trabalho.
O curso Marketing Digital aprofunda conhecimento de:
– Social Media Marketing,
– Digital Analytics,
– Search Engine Advertising,
– Marketing de Conteúdos,
– E-Mail Marketing,
– Novas estratégias de negócio aplicadas ao digital

-Planos Marketing

O curso é ideal para quem só agora se vai iniciar no Marketing Digital, mas também para todos os que já trabalham na área e pretendem crescer profissionalmente.

Qual a importância para a google ter um site rápido?

Numa época em que o usuário se tornou mais digital e que está muito mais dinâmico, em que anda cheio de pressa e que deseja encontrar rapidamente aquilo que procura e concluir a compra em poucos cliques.

Um dos fatores importantes que faz com que consigamos acompanhar os desejos dum cliente é ter um site rápido.

A velocidade de um site é um pronto critico para a Google e pode influenciar diretamente na experiencia de um visitante, ter um site lento pode significar perda de clientes e dinheiro, mesmo que ele esteja interessado no produto ou serviço, ou pode fazer com que um visitante desista de ler um artigo e rapidamente feche a página.

A Google recentemente também passou a avaliar a velocidade de carregamento dos sites como mais uma das métricas de rankeamento, ou seja, para estar bem posicionado no Google também tem que ter a preocupação de ter um site rápido para conseguir obter uma boa estratégia de SEO.

Maile Ohye, do google, afirmou que “2 segundos é o tempo aceitável para um site de e-commerce. No Google, esperamos que todos fiquem abaixo de meio segundo”

Uma pesquisa feita pela Akamai com 1.048 consumidores on-line obteve diversos resultados, cerca de 47% dos consumidores esperam que a página carregue em 2 segundos ou menos, 40% dos consumidores não irão esperar mais do que 3 segundos pelo carregamento de uma página. Depois disso eles irão abandonar o site, 52% dos consumidores afirmam que a velocidade está diretamente associada com a fidelidade a um determinado site.

Algumas coisas que deverá ficar atento para conseguir fazer um melhoramento no carregamento de um site:

  • Tentar nao utilizar o Flash.
  • Otimize todas as imagens usadas para formatos *jpg e e *gif ou *png (para uma melhor qualidade)
  • Mantenha um código limpo e sem erros.
  • Analise a real necessidade de grandes frameworks back-end para o projeto. Um erro comum em empresas é levar em consideração apenas o tempo de denvolvimento e não o tempo de carregamento da aplicação, como por exemplo sites que apenas utilizam wordpress que possue uma biblioteca e um banco de dados bastante grande.
  • Utilização do Jekyll, que não faz nenhuma requisição a banco de dados, roda simplesmente no navegador do usuário tornando-se assim um carregamento muito mais rápido.
  • Evitar separar vários arquivos em que pode ter em um só.
  • Use o cache do navegador, fazendo com que imagens, scripts não precisem de ser carregados novamente sempre que o visitante aceda ao site.
  • Para finalizar certifique-se que não há erros na estrutura do site, erros de conexão com banco de dados, links quebrados tornando-se assim um site mais lento.
  • A google disponibiliza algumas ferramentas online que nos ajudam a conseguir fazer um carregamento mais rápido, nomeadamente o serviço PageSpeed Insights.

Landing Page: A importância de uma para o seu negócio

Acompanhe abaixo os principais objetivos e a importância de fazer uma Landing Page bem estruturada para o seu negócio.

O que é uma Landing Page e qual é o seu principal objetivo?

O termo em inglês “Landing Page” é comumente utilizado para se referir à Página de Conversão. O objetivo é simples e claro: gerar uma conversão/ação, por parte do usuário, relevante para o seu tipo de negócio.

Uma analogia simples é com um semáforo de trânsito, quando o mesmo sai do vermelho para o verde. É o exato momento em que o seu potencial cliente cumpre um objetivo do funil de vendas ou jornada do consumidor e te passa um recado claro: “avance, porque nós podemos fazer um acordo/transação/negociação”.

A partir do momento que o potencial cliente chegou à sua landing page ele não pode se distrair. Por isso, na maioria dos casos, o conteúdo gira em torno de um formulário e uma breve descrição do benefício que ele recebe ao fornecer os dados necessários.

Landing Page
Landing Page EDP – “Pedir Contacto”. (fonte: http://exotrik.net/design/web/edp-lp)

Como construir uma landing page?

Conforme apresentado no tópico anterior, o principal objetivo é gerar uma conversão. O primeiro passo é saber de forma clara e objetiva o que a sua empresa busca com a Página de Conversão.

Vamos seguir o raciocínio de uma concessionária de automóveis que quer aumentar o número de test drives de sua loja. Os clientes podem chegar à landing page de diversas maneiras: anúncios em sites e redes sociais, SEO, etc.

Ao acessar a Landing Page o cliente essencialmente deve encontrar um resumo sucinto do beneficio que ele irá receber ao efetuar determinada ação. Imagens de fácil compreensão, palavras que indiquem a ação que o usuário deve realizar facilitam a conversão.

No caso de aumentar o número de test drives, o objetivo é que o cliente preencha um formulário fornecendo um contato pessoal direto. Nesse caso, nome, e-mail e/ou telefone são essenciais para desenvolver o relacionamento com o cliente.

Aproveite para saber mais sobre como desenvolver um formulário de registo para a sua landing page aqui.

Como mensurar a efetivade da sua landing page?

O raciocínio lógico para entender se sua a efetividadea pode ser descrito através da seguinte fórmula matemática:

Conversões realizadas na landing page/número de visitantes que acessaram sua landing page

Ver e ser visto – Bons príncipios para um design SEO-friendly

Quando acedemos ao Grande Arquivo de Graçolas da Internet certamente encontramos Missing Missy porque é um clássico. A troca de emails fictícia em que uma rapariga pede ajuda a um designer gráfico para desenhar um cartaz a anunciar a sua gata perdida. A parte da Graçola está sempre do lado do designer e das várias tentativas catalisadas a ego que apresenta, em que a gata é sempre o menos importante.

Ao mesmo tempo, quantos designers é que nunca passaram horas a fazer com que aquele botão do site que estão a desenvolver ficasse mesmo com aquele espaçamento certo para que possam dormir à noite, só para depois ter um programador a passar tudo a Comic Sans? Ou um cliente a dizer que está tudo muito bem, mas que se podia fazer uma versão a cor-de-rosa?

Todo este equilíbrio delicado só piora quando queremos ter o nosso conteúdo apresentado para uma boa estratégia de SEO. Queremos que as técnicas que melhoram a visibilidade de um site num motor de busca sejam ajudadas pelo design e não o oposto. Agora que o leitor já foi à procura do Grande Arquivo de Graçolas da Internet e percebeu que não existe, mais vale ler algumas das nossas dicas para esse efeito:

As Web Fonts são nossas amigas

Google Fonts, FontDeck ou TypeKit são alguns dos repositórios de fonts que não só têm um grande número de famílias de fonts com grande qualidade, mas que também garantem uma maior facilidade na optimização do nosso conteúdo e na indexação do nosso site. Melhor: não há Comic Sans em nenhuma delas.

Indexable content, o fim do flash e texto HTML 5

Cumprimos agora 10 anos desde que Steve Jobs introduziu o primeiro iPhone ao mundo. Curiosamente também passaram 10 anos desde que o Flash chegou ao seu celebrado fim. Texto em Flash não é indexável, e a vitória do HTML 5 permite que os motores de busca trabalhem melhor os nossos conteúdos. Juntemos isto ao facto de já ninguém ter de aprender Actionscript e temos uma vitória para todos.

Responsive, responsive, responsive

Os números estão lá e comprovam que as pessoas nunca acederam tanto a websites através do mobile como agora. Fazer com que o nosso site seja optimizado a vários dispositivos é muito bem visto por motores de busca como o Google. Portanto, empregadores, paguem lá mais umas horinhas para que os vossos designers consigam versões responsive do vosso website e a vossa estratégia de SEO agradecerá – e o designer também.

Fontes: Moz, EvantoTuts+

Fotos: Pixabay

SEO Marketing

SEO MARKETING

Aplicar o SEO Marketing no seu negócio

A gastronomia é uma área que está super em alta, visto que todos querem comer muito, e muito bem, e alguns ainda tendem à uma alimentação mais saudável e fitness (e esse nicho só tende a aumentar).

“Comer é o prazer mais primitivo do homem e talvez o último” – autor desconhecido, mas que é muito conhecedor sobre os prazeres da carne, literalmente.

Como podemos, num mercado competitivo, elaborar uma estratégia de SEO Marketing que realmente traga bons resultados? Como nos posicionar neste babilônia de possibilidades? Como podemos deixar nosso site no topo de busca orgânico? Quais técnicas podem ser aplicadas?

Segundo uma pesquisa feita pela Universidade de Cornell, mais de 25% dos restaurantes fecham as portas nos 2 primeiros anos após o início das atividades. Sendo assim, ter uma boa e embasada estratégia de SEO Marketing, posicionamento e branding é imprescindível para o sucesso do seu negócio.

Seguindo o fluxo da tecnologia, o mobile é cada vez mais usado pelas pessoas, deixando os desktops quase em desuso e essa é a tendência, então vamos aproveitar da mesma.
Já que os mobiles disponibilizam serviço de geolocalização, por que não aplicá-los para impulsionar e tornar nosso restaurante mais “visível” e conhecido pelas pessoas?

Levando em consideração a elaboração de uma estratégia de SEO, devemos ter em mente vários fatores, dentre eles:

– Criação de títulos e páginas unicos e precisos

– Utilizar a MetaTag descritiva

– Melhorar a estrutura do site

– Melhorar a estrutura das URLS

– Simplificar a navegação do site

– Otimizar conteúdos

– Oferecer conteúdos e serviços de qualidade

– Melhorar o texto âncora

– Otimizar a utilização de imagens

– Etc

SEO Marketing é uma das técnicas mais importantes para otimização do site, portanto deve ser feita por um profissional qualificado, pois uma má estratégia de SEO Marketing pode ser muito prejudicial para o seu negócio.

Nos próximos artigos, desenvolveremos passo a passo cada uma das etapas de SEO Marketing de A a Z.

Raíto Di Caetania

5 dicas de SEO marketing para optimizar a sua plataforma de mercado imobiliário

dicas de seo marketing

O crescimento constante do consumidor digital tem transformado os negócios tradicionais, como o sector imobiliário. Muna-se das armas de SEO marketing!

Segundo um relatório sobre as tendências de consumo de imóveis feito pelo Google e pela National Association of Realtors, estima-se que 86% dos compradores de casas considerem os sites de imobiliário como a fonte mais útil de informações no momento de procurar uma casa. É importante apostar em SEO marketing (search engine optimization), ou seja, em optimizar o seu website de imóveis.

Entre 2008 e 2012, as pesquisas relacionadas com imóveis aumentaram 253%. Por conseguinte, as agências imobiliárias não se podem dar ao luxo de desaproveitar este valioso tráfego. E quando falamos em tráfego é impossível não falar em SEO marketing. Para profissionais em imóveis, o SEO é mais importante do que nunca.

Quando se fala em obter tráfego e visitas para termos relacionados com o mercado imobiliário, há alguns passos que se podem dar no caminho para o SEO marketing:

1) Segmentação de palavras chave locais
A maioria das imobiliárias cobrem várias cidades e regiões. No entanto, quando é criado o website, é importante não esquecer o foque da cidade principal onde existe a maior fatia de negócio. É a partir daí que se devem construir as outras zonas. É importante optimizar a página para termos de pesquisa como: [Cidade] imóveis, [Cidade] casas à venda, [City] anúncios imobiliários, [City] agência imobiliária, [City] agente imobiliário. Estas palavras poderão aparecer em conteúdos ao longo do website. Ao longo destas páginas, devem incorporar-se as metas de palavras-chave locais, trabalhando-as em conteúdo que é útil para um potencial comprador de casa. Quanto mais específico um site sobre mercado imobiliário, melhor. É desta forma que vamos trabalhando o SEO marketing.

2) Conteúdos para blog
Uma forma de desenvolver o tráfego da plataforma digital de uma agência imobiliária é escrever conteúdos relevantes. Cada conteúdo deve segmentar a localização de uma propriedade ou empreendimento específico, que estará certamente a ser pesquisado no Google. A localização torna-se assim o grande truque. Quanto ao conteúdo em si, poderá ter até 200 palavras de conteúdo exclusivo descrevendo as características da casa, além da descrição padrão – e, neste caso, não é necessário preocupar-se com conteúdo duplicado. O Google espera ver este tipo de descrições de casas na web.

3) Potenciar o mobile com um design responsive
O mobile é o futuro: 89% dos compradores de casa nova pesquisam através de um dispositivo móvel durante o processo de compra de casa.

4) Optimizar as redes sociais
Quando se tratam de relações com os clientes, as redes sociais são uma excelente forma de iniciar uma relação ou fortalecer as já existentes. Uma agência imobiliária com uma presença ativa em social media consegue chegar aos consumidores diariamente: Facebook, Twitter, Pinterest e Instagram. O sector imobiliário assenta sobretudo em relações pessoais e qualquer base que se consiga construir nas redes sociais é importante. Quando o consumidor valida essa presença e lhe confere credibilidade, é criado um laço de confiança.

5) Utilização de fotografias e vídeos
As imagens e os vídeos são fontes de engagement em todos os sites, mas especialmente importantes num website de mercado imobiliário. Os compradores de casa adoram ter uma tour em vídeo do interior das suas casas de sonho. Um grupo imobiliário australiano afirmou ter obtido mais 403% de pedidos de visita com vídeos do que aqueles sem vídeo, e estudos mostraram que acrescentar um vídeo a uma página triplica a quantidade de links de entrada. O mote inspiracional é muito importante, pois aqui não se vendem apenas paredes, mas sim sonhos.